Compartilhar
Facebook
Linkedin
Benefícios de mensurar o ROI em sua farmácia de manipulação
16/06/2021

mensurar o ROI em sua farmácia de manipulação

As farmácias de manipulação, como todo negócio, costumam apresentar uma série de despesas. Os exemplos mais comuns são os custos fixos (como contas ou salários) e os custos de produção (que incluem insumos, manipulação, embalagem etc.). No entanto, é necessário considerar ainda fatores como a concorrência e o relacionamento com o cliente, muito mais maleáveis. Para auxiliar os gestores de farmácia de manipulação no controle desses gastos em relação aos lucros, é comum que se utilizem algumas técnicas. A engenharia de vendas é uma delas. Outra pode ser mensurar o ROI, um indicador que dá ao gestor maior controle sobre a parte financeira do seu negócio ao apontar as ações de mercado com melhor retorno. Mas o que exatamente é o ROI? E como calculá-lo?

 ROI: o que é?

A sigla ROI, adaptada do inglês Return on Investiment, pode ser traduzida como “retorno sobre investimento”. Ela é usada sobretudo no marketing, e, de modo geral, representa um indicador que possibilita compreender com maior precisão o quão eficiente um investimento tem sido para um negócio. Isso significa que essa métrica mede o quanto uma empresa ganhou com determinada campanha, tomando como base o custo que tal ação teve para a empresa.

Por que é importante mensurar o ROI?

Já apontamos que mensurar o ROI possibilita verificar a eficácia de um investimento. No entanto, isso não é tudo. Estes são alguns outros motivos pelos quais mensurar o ROI pode ser importante para a sua farmácia de manipulação:

– Ao indicar a qualidade dos investimentos, essa métrica permite aos gestores compreender quais ações estão sendo válidas para o negócio e quais não deram o retorno esperado. Assim, aponta quais são os investimentos que devem continuar sendo priorizados e quais podem ser deixados em segundo plano ou abandonados.

– Deve-se levar em consideração que o ROI é um indicador aplicado também ao marketing e que esta é uma fonte recorrente de investimentos financeiros. Nesse sentido, mensurar o ROI possibilita apostar em canais cada vez melhores e que trazem cada vez mais clientes ou aumentam a fidelização dos clientes existentes. Isso significa não apenas ações mais eficazes, mas também investimentos mais inteligentes e, consequentemente, menores.

– O ROI pode ser utilizado em conjunto com outras ferramentas. É o caso do RoR (Rate of Return, ou “Taxa de retorno”), métrica que leva em consideração o período de tempo que determinado investimento exigiu para dar retorno. Assim, mensurar o ROI passa a ser uma forma ainda mais acertada de compreender os resultados das suas ações de marketing. Somado a isso, o gestor pode saber com mais detalhes qual foi o período que determinada ação levou para trazer bons resultados.

– Mensurar o ROI também é um ótimo ponto de partida para investigar outros pontos importantes. Uma vez que ele indica as principais fontes de lucro e os canais mais eficazes, é possível investigar quais são os problemas nas ações com menos retorno. É preciso investir em um melhor relacionamento com o cliente? Talvez o processo de vendas precise ser mais eficiente? Essas são respostas que o ROI pode ajudar a responder.

Como calcular o ROI?

Esse cálculo é feito de uma maneira muito simples. O ROI nada mais é que o custo subtraído da receita e dividido por ele mesmo. Em uma fórmula, poderíamos representá-lo da seguinte forma:

ROI = RECEITA – CUSTO
             CUSTO

O resultado indica o número de vezes que o investimento foi lucrativo. Por exemplo, se a farmácia de manipulação investe R$ 100 e tem como lucro R$ 700, então o seu índice de retorno sobre investimento seria calculado assim:

ROI = 700 – 100
            100

ROI = 6

O ROI igual a 6 significa que o lucro da empresa foi seis vezes maior que o investimento inicial. Com base nessa informação, é possível quantificar o retorno de determinadas ações. Para que esse número seja dado em uma porcentagem, basta multiplicar o resultado por 100.

De modo geral, valores positivos são bons indicadores do ROI. Valores negativos, por sua vez, devem ser evitados. Como a métrica pode ser usada em diversas situações da farmácia de manipulação e em mais de uma ação, o gestor pode comparar apenas as ações com os maiores índices de retorno para auxiliar na tomada de decisões estratégicas para o negócio. 

Quando mensurar o ROI?

O ROI é considerado uma métrica popular por sua simplicidade e sua adaptação a diferentes objetivos. Isso significa que ele pode ser utilizado em diferentes tipos de negócio, desde investimentos na bolsa de valores até às farmácias de manipulação.

 Mensurar o ROI se torna importante, como já apontamos, quando o gestor quer ter uma maior noção sobre a qualidade de seus investimentos. O ROI pode se adaptado ao contexto das farmácias de manipulação e ser usado em diferentes contextos do negócio. Por exemplo:

Na hora de dar feedback. O ROI pode ser um aliado importante nos momentos de avaliar o desempenho de diferentes pessoas da empresa, auxiliando a elaboração de feedbacks mais completos e mais justos para cada colaborador.

Antes de orientar as decisões futuras da sua farmácia de manipulação. Como já indicamos, o ROI é um grande auxiliar na tomada de decisões financeiras, sobretudo quando os recursos são escassos. Os gestores podem utilizá-lo quando desejam saber como e onde investir, maximizando resultados.

Na elaboração de metas. A partir das informações fornecidas pelo ROI, o gestor pode traçar metas específicas para a sua farmácia de manipulação. Assim, possibilita-se um crescimento mais uniforme e constante.

 Como mensurar o ROI pode ajudar a sua farmácia de manipulação?

Apontamos, inicialmente, que o ROI é uma ferramenta capaz de auxiliar no controle de gastos da farmácia de manipulação. Isso se dá, além de todos os fatores já mencionados, porque ele contribui para uma melhor precificação. É comum que gestores recorram a uma série de mecanismos que auxiliem esse processo, como a compra coletiva. O ROI se configura como mais um desses mecanismos, funcionando como um excelente indicador numérico.

Ao verificar, por exemplo, que um investimento não foi capaz de oferecer o retorno esperado ao negócio, a farmácia pode, então, evitar gastos futuros com ele. Com isso, é possível redirecionar os esforços e a atenção das ações de marketing para aqueles investimentos que, por outro lado, alcançaram as metas estabelecidas e ofereceram bons resultados. A partir dessa postura, é mais fácil para a farmácia focar em ações positivas e investir em ferramentas que melhorem cada vez mais os resultados.

Por fim, o mensurar o ROI se torna uma maneira de olhar atentamente para vários aspectos da farmácia de manipulação. Já que a métrica pode ser usada com diversos objetivos, ela oferece ao gestor uma visão ampla do negócio. Possibilita, assim, além de maior controle sobre ele, maior familiaridade com os diversos setores que o compõem.

A Anfarmag conta, hoje, com milhares de associados, que têm acesso a inúmeros benefícios. Os serviços relacionados à gestão de negócio podem auxiliar o gestor de farmácia de manipulação a compreender melhor as técnicas de venda e marketing, como o ROI, que o ajudarão em seu negócio.