Qual é o mercado capaz de crescer na crise? Acertou quem pensou no mercado magistral! O diretor executivo da Anfarmag, Marco Fiaschetti apresentou, hoje, no Pharma Share, em primeira mão, o Panorama Setorial Anfamag 2018 – Dados Econômicos das Farmácias de Manipulação.

Quem participou pode percorrer algumas fases do setor magistral, começando pela década 80, quando houve a retomada da farmácia de manipulação, por conta de um cenário carente de medicação, até chegar ao reconhecimento do setor pelo estado, com os regramentos dos órgãos oficias.

Fiaschetti traçou um paralelo entre os 32 anos de trabalho da Anfarmag e o novo modelo de gestão da associação. “O tempo passou e nós também avançamos. Hoje, temos um setor mais participativo e integrado entre quem dá as diretrizes e quem as executa.”

Panoramas – Durante a palestra, o diretor também relembrou alguns dados do primeiro Panorama Setorial (2015-2016) desenvolvido pela Anfarmag. “O foco no empreendedor nos mostrou quem é o empresário magistral e isso foi muito útil para iniciarmos um trabalho mais direcionado. Por exemplo, confirmamos que as mulheres dominam o setor (71%) e a idade média é 43 anos, ou seja, pessoas maduras, mas que ainda têm muito gás para seguir em frente”.

Lançamento – Já o Panorama Setorial 2018 é voltado ao mercado e já começa revelando que o Brasil tem 7.545 farmácias de manipulação. Um setor que, mesmo com a crise, cresceu 8,8%, entre janeiro de 2014 e abril de 2018, no número de farmácias de manipulação em operação. “Entender esse perfil é importante para identificar os caminhos para o desenvolvimento do setor nos próximos anos. A nova pesquisa reúne números e considerações importantes sobre estabelecimentos ativos e em operação nas diferentes regiões do Brasil, o porte econômico das farmácias e características de empregabilidade e longevidade das empresas, reafirmando a força do setor magistral”, afirma o diretor.

O Panorama Setorial 2018 registrou alta de 0,6% no volume de empregos gerados pelas farmácias de manipulação no ano passado em relação a 2014. O levantamento aponta que são quase 54 mil profissionais contratados em regime de CLT, o que representam 0,11% dos 47,5 milhões de postos de trabalho existentes no Brasil.

“Nosso Panorama evidenciou essa melhora percebida no volume de empregos, mas também nos mostrou que houve ganho real dos profissionais de 2014 a 2017, com incremento de 4,5% no salário médio do segmento, já descontada a inflação”, conta Fiaschetti.

A pesquisa detectou outra característica bastante específica do setor: que é formado por empreendimentos de alta longevidade. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 60% dos negócios no Brasil têm até cinco anos.

Tá na Consulfarma ou no Pharma Share? Passe no estande da Anfarmag e pegue o seu Panorama Setorial 2018.

Fique por dentro
RECEBA INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MERCADO MAGISTRAL

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.